Frase do dia 29 setembro 2007

"Mas o contraste nao me esmaga – liberta-me; e a ironia que há nele é sangue meu. O que deverá humilhar-me é a minha bandeira, que desfraldo; e o riso com que deveria rir de mim, é um clarim com que saúdo e gero uma alvorada em que me faço."
(Fernando Pessoa)


Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEnvie para um amigoBaixar Imagem

Tags:

Deixe aqui seu comentário ou marque um amigo do Facebook


Frases de Fernando Pessoa